Receita: Cuca de Leite Condensado

Foto Divulgação Instagram

Aquele docinho delícia para alavancar o seu final de semana! ❤️🤩

Receita da Camila Masullo, do Sal de Flor:

Para a Farofa

  • 3 xícaras de chá de farinha de trigo
  • 1 ovo
  • 1 xícara e 1/2 de chá de açúcar
  • 3 colheres de sopa de manteiga derretida
  • 1 colher de sopa de fermento em pó

Para o Creme de Leite Condensado

  • 1 lata e 1/2 de leite condensado
  • 2 gemas peneiradas
  • 2 xícaras de chá de leite
  • 1 colher sopa de maizena
Foto Divulgação Instagram

Modo de Preparo:

Da Farofa

Misture todos os ingredientes com a ponta dos dedos formando uma farofinha. Reserve.

Do Creme

Dissolva a maisena em um pouco do leite e coloque todos os ingredientes em uma panela.
Mexa até engrossar.

A Montagem

  1. Em um refratário, coloque metade da farofa, o creme e o restante da farofa.
  2. Leve ao forno 200º C por 30 minutos ou até dourar.
  3. Se preferir comer frio, leve à geladeira por 3 horas.

Receita: Empadinha de Leite Condensado

Receita de FoodMakersBr

  • 1 gema
  • 135g de manteiga derretida
  • 3 colheres de sopa de açúcar
  • 1 pitada de sal
  • 3 colheres de sopa de leite
  • 1 colher de sopa de essência de baunilha
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 lata de leite condensado

Modo de Preparo

  1. Para fazer a massa, misture todos os ingredientes (exceto o leite condensado) em uma tigela e mexa até formar uma massa firme.
  2. Distribua a massa em forminhas, moldando como uma empada.
  3. Recheie com leite condensado até preencher toda a forminha.
  4. Leve ao forno a 180ºC até dourar.

Receita: Whoopie de Banana e Doce de Leite

Whoopie de Banana e Doce de Leite

Massa
  • 1/2  xícara de chá de manteiga
  • 1 xícara de chá de açúcar
  • 2 ovos
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 2 xícaras de chá de farinha de trigo
  • 1 e 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
  • 2 bananas-nanicas amassadas
  • 1 colher de chá de fermento em pó
👉 Para o Recheio, use uma lata de Leite condensado

Modo de Preparo da massa
  1. Em uma batedeira, bata a manteiga com o açúcar até tudo virar um creme fofo.

  2. Junte os ovos um a um, a essência de baunilha e bata até dobrar de volume.

  3. Junte a farinha de trigo, o bicarbonato, as bananas e o fermento em pó. Misture bem.

  4. Distribua porções da massa em uma assadeira retangular grande (30 x 45 cm) forrada com papel-manteiga. Com o auxílio de uma colher de sobremesa, faça porções pequenas para cada disquinho ficar com cerca de 3 cm de diâmetro.

  5. Leve-os ao forno médio (180°C), preaquecido, por cerca de 15 minutos ou até ficarem sequinhos.

  6. Repita o processo até acabar toda a massa.
Modo de Preparo do Recheio
  1. Retire o rótulo e o excesso de cola da lata de leite condensado.

  2. Em uma panela de pressão, coloque a lata fechada de leite condensado e água suficiente para cobrir toda a lata.

  3. Tampe a panela de pressão, leve ao fogo médio e deixe cozinhar por 30 minutos (contados após o início da fervura).

  4. Espere sair toda a pressão, abra a panela, retire a lata com cuidado e deixe-a esfriar completamente antes de abri-la.

  5. Transfira o conteúdo para um recipiente e misture para ficar homogêneo. Coloque porções do doce de leite sobre metade dos discos e cubra com as massas restantes. Sirva.

Receita: Bolo Gelado de Coco

Mês passado teve comemoração de aniversário aqui em casa e é claro que não poderia faltar o componente principal, o bolo! O pedido do aniversariante foi deliciosamente nostálgico: bolo gelado, e molhado, de coco enroladinho no papel alumínio! Dá ou não dá saudades da infância?! Viajei no tempo e lembrei dos aniversários da rua, que reuniam a criançada toda, com direito a todos os tipos de brincadeiras e bailinho na garagem! ❤ ❤ ❤

birthday-cake-380178_640

E, mesmo sendo muito fã desse bolo, por incrível que pareça, eu nunca tinha reproduzido essa receita. Nunca fiz! Sempre foi o tipo de sobremesa que comi em festinhas de terceiros ou em reuniões/ ocasiões em que alguém serviu esse bolo. Foi a primeira vez que fiz e deu super certo! O que me encoraja a vir compartilhar com vocês. Funciona, a gente posta!

Assim como uma parte das coisas muito gostosas da vida, esse bolo não é light, diet, nem fit. É padrão delicinha mesmo! Mas, conforme falamos constantemente por aqui, nada impede que você faça as alterações para adaptar as receitas as suas necessidades. Acredito que é possível trocar o açúcar branco por uma versão mais saudável ou mesmo adoçante forno e fogão, e o leite condensado comum pelo light, que é reduzido em teor de gordura.

20151027_183534

Eu mesma fiz uma alteração na quantidade original de açúcar: pedia 2 xícaras e eu reduzi para 1 xícara e 1/2 prevendo que ficaria muito doce, já contando com todo o açúcar da calda com leite condensado. Se você prefere bolos pouco doces pode reduzir ainda mais e usar até 1 xícara de açúcar, que vai ficar bom. Na quantidade que eu usei ficou um doce nível paladar infantil, mas não a ponto de ser enjoativo, sabe?! Ali, na medida, entre doce e muito doce enjoativo.

A massa é bem básica e fácil de fazer; não vai leite, nem manteiga/margarina, então os intolerantes a lactose podem se jogar – só precisam adaptar a cobertura ou servir acompanhado de sorvete e calda de frutas. Gostei muito dessa massa e, inclusive, ela já está escalada para integrar minha sobremesa de Natal (gente do céu, o ano voou!), um gelado de abacaxi numa versão bem leve e saudável, que também pretendo postar. Vamos lá?!

Bolo Gelado de Coco

20151027_185444

Receita original do site Panelinha

Para a massa:

  • 3 ovos inteiros
  • 2 xícaras de chá de açúcar refinado (Usei 1 e 1/2)
  • 2 xícaras de chá de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa de fermento biológico
  • Caldo de 1 laranja

Para molhar o bolo e cobertura:

  • 1 lata/caixa de leite condensado (Usei menos também, cerca de 2/3 da caixinha, um pouco mais da metade)
  • 1 vidro de leite de coco pequeno
  • A mesma medida do vidro de leite de coco com leite de vaca (usei desnatado comum)
  • Coco ralado úmido, em flocos 

Antes de começar, peneire o açúcar e a farinha, para uma massa mais leve e fofinha. Na batedeira, bata os ovos inteiros, em velocidade alta, até que fiquem com uma consistência nevada – fica uma massa leve numa coloração amarela bem clarinha. Acrescente o açúcar aos poucos (vai parecer uma gemada).

20151027_162048

Tire da batedeira e acrescente aos poucos a farinha peneirada, para que não perca a leveza. Vá colocando e mexendo; assim que incorporar, coloque mais um pouco, até usar toda a farinha. Por último, acrescente o fermento e o caldo de uma laranja e incorpore delicadamente na massa.

Coloque em assadeira plana e untada. Asse em forno pré aquecido a 180ºC por, aproximadamente, 30 minutos ou até dourar a massa e o palito sair limpo. Deixe esfriar; depois de frio, fure todo o bolo com um garfo.

20151027_165600

Para a calda:

No liquidificador, bata uma lata de leite condensado com um vidro de leite de coco e a mesma medida (do vidro de leite de coco) de leite. Bata até ter uma mistura homogênea e regue o bolo com essa calda. Espalhe o coco ralado por toda a extensão do bolo.

Corte em quadrados de tamanho de sua preferência (eu dividi em 12 pedaços) e envolva um a um em papel alumínio. Leve a geladeira por, pelo menos, 2 horas e sirva geladinho.

20151027_191206 cópia

Fica muito bom, de comer rezando! Comi um monte e ainda sonho com ele. Maravilhoso! 😉

Festinha equilibrada e sem culpa + receitas

Quando você imagina uma festa o que lhe vem a cabeça? Salgadinhos, docinhos, bolo, churrasco, refrigerante, cerveja, drinks… enfim, comidas e bebidas de qualidade, certo? Já imaginou uma versão mais leve dessa festa, mas sem perder a graça e o sabor? Não? Pois é bem possível deixar sua festinha mais equilibrada e leve com pequenas substituições simples.

Segunda-feira foi o meu aniversário e eu sempre faço questão de comemorar, não pode faltar um bolinho e alguns comes e bebes. Como estou em processo de emagrecimento e fortalecimento muscular, chegando muito perto da minha meta (pretendo fazer um post sobre isso), pensei que enfiar os dois pés na jaca não seria benéfico, até porque meu corpo não suporta mais grandes quantidades de gorduras e açúcares, passo mal.

Então, como suavizar a comilança sem deixar a festa perder a magia? Matutei por alguns dias e concluí que deveria deixar os doces menos gordurosos e manter os salgadinhos fritos (estava louca por coxinhas e bolinhas de queijo). Não sofro por comida e acho que ninguém deve sofrer. É só se conhecer, reconhecer seus limites e buscar sempre o equilíbrio sadio.

Teve coxinha e bolinha de queijo fritas (sim!) e para compensar o abuso da gordura dos salgadinhos, pesquisei e adaptei uma receita leve de bolo branco com recheio de doce de leite e fiz brigadeiros usando leite condensado light. E, gente, deu super certo!

O bolo foi bem fácil. Fui atrás de uma receita neutra que levasse poucos ovos, mantive a farinha de trigo branca e substituí o açúcar refinado comum pelo mascavo. Olha só:

Bolo branco

  • 1 ovo
  • 1 xícara de chá de açúcar mascavo
  • 1 ½ colher de sopa de margarina (uso com baixo teor de gordura)
  • 2 xícaras de chá de farinha de trigo
  • 1 xícara de chá de leite desnatado
  • 1 colher de café de bicarbonato de sódio
  • 1 colher de sopa de fermento em pó

Misturar os ingredientes, exceto o fermento, até que fique uma massa homogênea. Por fim, acrescente o fermento e misture devagar. Leve ao forno médio por, aproximadamente, 30 minutos ou até dourar.

DSC01591

A minha massa ficou com um gosto forte da farinha, por isso, coloquei também uma colher de café de canela em pó para cortar (por isso esses pontinhos nela). Quem não gosta de canela, pode pingar umas gotinhas de essência de baunilha, que funciona muito bem.

DSC01713 cópia

Essa quantidade de massa é ideal para a forma com furo no meio ou então aquelas pequenas. Eu assei no micro-ondas, por 10 minutos e numa forma grande de silicone. Por conta disso, desconfigurei todo o bolo e montei quadrado. Não ficou lá muito bonito (parece um tronco de árvore depois de um acidente de carro), mas o sabor estava maravilhoso.

DSC01716

Eu umedeci o bolo com guaraná, porque gosto molhadinho, tem mais cara de festa, mas isso é opcional. Para o recheio e cobertura, usei o doce de leite light (quase sem gordura), da Frimesa. Paguei R$ 4 nesse pote de 400 gramas. Fiz duas camadas de recheio, mais a cobertura, usando apenas um pote.

E festa sem brigadeiro não é festa, né?! Por acaso, encontrei leite condensado light no supermercado, por um preço apenas R$ 1,50 mais caro que o tradicional da marca mais barata (paguei um por volta de R$ 4,60). Se fosse comparar com o produto comum da mesma marca, a diferença de preço seria ainda menor – porque um ‘leite moça’ está os olhos da cara, vamos combinar!.  Essa versão não tem quase nada de gordura por colher de sopa e super valeu a pena pelo custo-benefício.

DSC01586DSC01587

O sabor e a textura são idênticos ao leite condensado comum. Usei essa receita:

Brigadeiro light

  • 1 lata de leite condensado light
  • 1 colher de sopa de margarina (baixo teor de gordura)
  • 4 colheres de sopa de chocolate em pó (usei 1 de cacau e 3 de chocolate)

Leve todos os ingredientes numa panela em fogo médio e mexa sem parar até que o brigadeiro comece a desgrudar da panela, mais ou menos de 7 a 8 minutos. Deixe esfriar bem. Para enrolar, unte as mãos com um pouquinho de margarina, faça bolinhas e envolva-as em granulado ou confeitos.

DSC01589

Essa receita rendeu 60 brigadeiros pequenos, do tamanho da forminha n.º 6. Se fizer maiorzinho, rende 30. Eu optei por passar os brigadeiros no próprio chocolate em pó e em leite em pó desnatado. Você pode usar granulado, coco ralado, cacau em pó, confeitos e tudo o que a sua criatividade permitir.

Não encontrei granulado em quantidade pequena e, por ser aquele tipo de coisa que você usa uma vez e fica esquecido na geladeira, achei que não valia comprar para usar um tiquinho e depois deixar rolando.

Em resumo foi isso e passei bem demais. Não fiquei enjoada com a fritura, o bolo ficou doce no ponto, sem ser enjoativo, e os brigadeiros ficaram maravilhosos. Não gastei demais, preparei o bolo e os brigadeiros na tarde do dia anterior e passei meu aniversário de bonita, só descansando e aproveitando.

Isso prova que não é difícil, nem pior, mais trabalhoso ou caro comer bem, sem ingerir tantas propriedades nocivas. Não é neurose ou exagero, como disse no início, cada um deve saber das suas necessidades e limites.

Por experiência própria, aprendi que não dá certo manter uma dieta e, de repente, em um dia, comer tudo aquilo que o meu corpo está desacostumado a digerir. Volta, não desce, não funciona. Então seria burrice minha insistir.

Essa foi a minha forma de adaptar minha alimentação aos meus momentos simples e comuns de prazer e festa. Não é preciso abrir mão de nada, deixar de ser feliz e passar vontade. É uma questão de encontrar saídas e alternativas e fazê-las portas para a felicidade.