Quando se trata de mindfulness (atenção plena) e meditação, você pode pensar que leva anos de treinamento – ou uma jornada espiritual – para obter quaisquer benefícios. Mas a essência da prática é, na verdade, bastante simples, e suas técnicas podem trazer um pouco de alívio para muitas situações estressantes, incluindo viagens.

“Estamos falando de uma espécie de versão um pouco mais sofisticada do conselho que sua mãe lhe deu, quando você era criança, de ‘respirar fundo'”, disse Dan Harris, co-âncora do programa Nightline, da ABC, e Good Morning America , que é o autor de dois livros sobre mindfulness e meditação.

“Você não precisa acreditar em nada. É um exercício muito simples e secular para o seu cérebro”, continuou Harris, cujo o aplicativo de smartphone e recurso de podcast “10% mais feliz” guiou meditações.

De acordo com a mais recente Pesquisa Nacional de Entrevistas de Saúde, adultos americanos estão meditando mais do que nunca, sendo 14% dizendo que praticaram no ano passado, bem acima dos 4,1% em 2012. Dado que um efeito conhecido da prática da atenção plena é a redução do estresse e da ansiedade, os viajantes podem se beneficiar.

“Há uma forte pesquisa que mostra que a meditação pode melhorar a saúde mental”, disse a Dra. Megan Jones Bell , chefe de ciências do aplicativo de meditação Headspace. “A meditação pode ajudar-nos a aprender a estar mais presentes, a ver a nós mesmos e aos outros a partir de uma nova perspectiva e a abordar a vida de maneira mais engajada e pacífica. Isso tudo pode ser muito útil durante qualquer parte de nossas vidas e especialmente durante a viagem.”

Aqui estão algumas maneiras pelas quais praticar a atenção plena pode tornar suas viagens menos estressantes e mais agradáveis.

Seja pelo medo de voar ou em se preocupar em perder sua próxima conexão, muitas pessoas sentem ansiedade ao viajar.

“Nós não podemos controlar se o avião está atrasado, ou se a nossa bagagem se perder, ou o tráfego na estrada, e a meditação e a atenção plena nos permitem aprender a aceitar os desconhecidos, e até mesmo abraçá-los”, disse a Dra. Bell.

Primeiro, concentrar-se na sua respiração pode ser um longo caminho. Se voar é uma experiência particularmente estressante para você, o Sr. Harris sugere que reserve alguns minutos para isso antes da decolagem, esteja você esperando para embarcar ou afivelando o cinto em seu assento.

“Apenas sintonizar a sua respiração ou mesmo respirar profundamente traz benefícios fisiológicos, enviando mensagens para o sistema nervoso parassimpático como um: ‘OK, relaxe, tudo está bem’, disse ele.

A ideia é considerar o seu pensamento nervoso de uma perspectiva diferente. “Você percebe que, ‘sim, isso é apenas o estado mental de preocupação, e eu posso me libertar disso, mesmo que seja apenas por um segundo, de modo que ele não me possua completamente'”, disse Harris.

Texto traduzido e adaptado de NY Times
Fotos Pixabay

Anúncios

Comente aqui ↓ :

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: