Há inúmeras evidências que apontam que chefes tóxicos podem destruir o moral, bloquear o trabalho em equipe e arruinar a carreira de um indivíduo. É possível sobreviver e trabalhar para um patrão assim?

Primeiro, você precisa saber o que é um chefe tóxico. Ele tem aquele perfil no qual:

  • é rápido, e afiado, para criticar e morto para elogiar;
  • remete-se aos colaboradores com a intenção de humilhar, em vez de treinar e orientar;
  • leva todo o crédito por bom trabalho em equipe, mas a culpa quando há qualquer fracasso;
  • mantém alta rotatividade de funcionários;
  • promove a hostilidade dentro da equipe.

Se todas essas características lhe soam familiar, então você pode estar imerso em uma situação tóxica. Casos assim podem acontecer, fazem parte do dinamismo da vida, mas o importante é não permitir que toda essa negatividade arruine sua carreira. Como? Aqui estão algumas dicas:

1 Faça um trabalho excelente

businessman-598033_640

Certamente você será distraído pelo chefe venenoso e, neste caso, é criticamente importante continuar concentrando-se em fazer o seu trabalho dando o melhor de suas habilidades. Não deixe que um chefe ruim derrube seus padrões. Continue satisfazendo as necessidades da empresa, cumpra prazos, documente ideias e mantenha um bom relacionamento com seus colegas de trabalho e clientes.

Se alguém lhe agradecer pelo seu trabalho, pergunte se ele estaria disposto a documentar a sua satisfação. Procure outras formas para obter feedback positivo, uma vez que você não o receberá de seu gerente. A ideia é fazer com que todos, dentro e fora da empresa, vejam o trabalho excelente que você realiza, fazendo com que a negatividade de seu chefe tenha pouco efeito quando comparada com a experiência positiva de todos os outros.

Em essência, o conselho é ignorar o chefe e marchar com integridade e competência. Se você esperar tempo o suficiente, pode ter sorte e seu chefe tóxico sair do seu pé!

2 Encontre outro emprego

0010036042O-849x565

No entanto, se você esperou tanto tempo quanto pode e não foi capaz de gerir o stress do ambiente de trabalho hostil, pode ser a hora de seguir em frente e tentar algo novo.

Estudos têm mostrado que trabalhar para um chefe ruim pode dobrar o risco de ter um ataque cardíaco. É preciso um pouco de esforço para uma procura ativa de emprego, – especialmente se você está saindo de uma experiência com um chefe tóxico – mas tenha em mente o quanto melhor você estará em uma nova posição.

Se você está desatualizado, recomenda-se ativar seus contatos de imediato. No mínimo, tornar público que você está aberto a novas oportunidades, tanto interna quanto externamente. Só tome cuidado para não mencionar que a razão pela qual você quer mudar é livrar-se do seu chefe tóxico. Você deve ser diplomático e não queimar todas as pontes. Basta dizer que está pronto para novos desafios.

3 Converse com seu chefe

0010396533Y-849x565

E se você não pode tolerar seu chefe tóxico, mas mudar de emprego também não é uma opção? Digamos que você tenha um trabalho que realmente ama e o único problema seja seu chefe.

Se você quiser salvar o seu trabalho atual, pode querer arriscar e conversar com seu gerente, para que ele ou ela saiba que o seu comportamento é prejudicial e humilhante. Tente ser o mais neutro possível ao descrever a situação.

A ideia não é acusar seu chefe, mas trazer à tona os comportamentos e as possíveis consequências. Nunca se sabe, os chefes podem simplesmente não ter conhecimento do comportamento e do efeito que têm sobre você.

Se seu gerente reagir mal ao confronto ou se o comportamento persistir ou piorar, agende uma reunião com o superior ou com os recursos humanos. Contudo, tenha em mente que você pode não obter o apoio que precisa e deve estar pronto para sair, se necessário. É lamentável, mas pode ser a única opção possível.

0010396050Y-849x565

E não importa qual opção você escolha para a sua situação particular, apenas certifique-se de :

Documentar todas as conversas. Sempre que tiver uma conversa difícil no trabalho, documente o que aconteceu. Depois de qualquer reunião com o seu gerente, envie um e-mail em seguida para recapitular a discussão. Mantenha-se profissional.

Em segundo lugar, para seus próprios registros, documente todas as discussões que tiver com o seu gerente, sejam boas ou ruins. Registre a linguagem utilizada. Documente datas, horários e quem mais estava presente durante a interação. Você pode, eventualmente, precisar mostrar essa documentação para os superiores, caso se torne necessário.

Não deixe que um chefe tóxico lhe jogue para escanteio! Se você pode encontrar uma situação melhor, siga em frente. Se optar por ficar, faça o seu melhor trabalho e levante-se para si mesmo. Você pode, sim, ter uma carreira bem sucedida apesar de trabalhar para um chefe ruim.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: